Notícia

Além de cientista, Doutor angolano "pode" ser considerado inventor

Adelino Bimba |
Engenheiro em QHSE
Presidente da associação
Publicações
1

Doutor José Bernardo traz solução de detecção de doenças neurodegenerativas para o mundo

Problemática: Nos nossos dias a doença de Alzheimer é uma das principais causas de demências em pessoas de idade avançada. Segundo um estudo mundial sobre a doença de Alzheimer, cerca de 55 milhões de pessoas sofrem desta doença. Em Angola, os números exactos são desconhecidos. 

Actualmente podemos investigar a possibilidade de contrair a doença graças à existência de marcadores biológicos e cognitivos. Os marcadores cognitivos da doença se manifestam tardiamente, uma vez que os de carácter biológico podem aparecer 20 anos antes do paciente apresentar os sintomas de demência. Os marcadores podem ser detectados graças à várias técnicas ou métodos clínicos, durante sua evolução na fase de demencia. Actualmente, a mais promissora para sua depistagem na fase de ligeira deficiência cognitiva é a técnica de detecção utilizando a Ressonância Magnética Nuclear (RMN), apesar de que a sua sensibilidade seja o maior  inconveniente e que particularmente pode ser melhorado graças à optimização do captor de recepção.

Objectivo: A missão consisteu em desenvolver micro captores de alta qualidade e performance de modo a serem capazes de detectar a evolução de marcadores biológicos representativos de doenças neurodegenerativas.

O desenvolvimento dos micro captores necessita primeiramente de um trabalho de optimização da sua performance, via um estudo de concepção do dispositivo e de simulação, tendo em conta que o seu processo de fabricação é muito delicado, longo e revela-se  muito caro quando se trata de testar diversos tipos de captores, para escolher o optimal com vista a aplicação. Tudo isto justifica a necessidade de desenvolver um novo método para a otimização do dispositivo, antes do processo de fabricação.

Este novo método permite realizar a simulação de performance do dispositivo, realizar a predição da sua performance caso seja um novo dispositivo e uma nova aplicação. 

O método que foi desenvolvido pelo doutor José Bernardo, pode ser extrapolado em outros sectores e problemáticas :

  • Na indústria é aplicado na optimização de processos
  • No sector da saúde pode ser usado para facilitar no diagnóstico de certas doenças, tendo como base as informações do paciente, como a idade, sexo, peso, etc,
  • Na educação, seria um meio de começar a sensiblizar as novas gerações quanto a nova era onde a manipulação inteligente de uma quantidade colossal de dados representa uma mais valia para a indústria e tantos outros sectores que vão impactar directamente a economia e o sector de defesa de um país. 

O método proposto pelo doutor Bernardo mereceu algumas publicações científicas, nos jornais científicos e algumas comunicações orais e palestras em seminário da comunidade científica internacional e nacional em França, para divulgação e valorização de seus resultados obtidos durante a tese.

O método consiste no desenvolvimento de uma plataforma de simulação e predição associado a inteligência artificial. Sendo que o método é único, inovador permitindo resolver um problema técnico, foi aberto um estudo  para patentiar a técnica, o que faria com que o Dr José entrasse na história da técnologia a nível mundial como inventor

José António Bernardo tem uma paixão muito grande pela ciência e tecnologia, e tenciona dar o seu contributo para melhorar Angola com as suas competências científicas  adquiridas durante os anos académicos e suas experiências profissionais na França e não só. 

Tem como perspectivas, ver uma Angola revolucionada com as novas tecnologias, principalmente a inteligência artificial e as nanotecnologias que são as emergências e tendência tecnológicas mundiais actuais. Ele acredita que com um ensino de qualidade e saúde para todos, o país prospera em todos os sectores.